Inflamação é o reflexo da sua dieta!!!

Pode ser que você ache o título acima meio exagerado, mas muitos estudos têm documentado a importância da dieta no aparecimento e recuperação de lesões tendinosas, articulares e musculares.
Como isso acontece? Tudo tem a ver com a ingestão de açúcar na dieta. E você pode pensar: mas eu nem como açúcar, então isso não se aplica a mim.Lamento dizer, mas você pode estar comendo muito açúcar sem querer.
Talvez não saiba, mas há uma quantidade enorme de açúcares e amidos (amidos são um conjunto grande de moléculas de açúcar agrupadas) nas comidas e bebidas que você encontra nos supermercados. Mesmo os que têm escrito açúcar zero, como é o caso dos refrigerantes e iogurtes.
Como assim?!?
A rotulagem dos produtos escritos Zero Açúcar se refere ao teor de sacarose, que é um tipo de açúcar, aquele que usamos no dia-a-dia. Mas muitos outros açúcares e amidos são utilizados como conservantes, espessantes e por aí vai. Então, mesmo não sendo uma “formiga”, você pode estar comendo muito açúcar sem saber.
Quer um exemplo? Veja o caso dos pães integrais cheios de grãos, vitaminas e muito “saudáveis”. Para aguentar o tempo de prateleira com aquele frescor, maciez, cor bonita e sem estragar muito rápido, o pão está cheio de açúcar, que é capaz de inibir o crescimento de fungos e bactérias.
A mesma coisa com muitos dos produtos veganos, “fit” ou “saudáveis”, como os leites vegetais, iogurtes e alimentos prontos.
A glicose é a menor parte da digestão de açúcares e amidos, que é absorvida do intestino para o sangue. Cada vez que você ingere algo com grande carga de açúcar, seu corpo libera insulina para não deixar com que seu nível sanguíneo de glicose suba perigosamente.
A insulina é um hormônio que, entre suas muitas ações, tem a capacidade de desencadear inflamação. Então se você tem um desgaste de cartilagem ou de tendão, com a inflamação aumentada pela ação da insulina, esse desgaste pode passar a doer e inchar mais. A mesma coisa para uma cicatriz que fica mais vermelha e dolorida. Ou até mesmo um desconforto maior nos sintomas de TPM.
Agora você pode perguntar, então o que eu como se tudo tem açúcar?
Coma alimentos frescos, ou aqueles preparados em casa a partir dos ingredientes naturais. Coma verduras, frutas, legumes e grãos à vontade. Quanto mais verduras de folhas verdes em uma refeição, melhor o aproveitamento dos nutrientes pelo corpo, sem tanta liberação de insulina.
Pode comer feijão e arroz à vontade, grão-de-bico, abacate, manga, melancia ou a fruta que quiser! Use o mínimo de açúcar e farinhas no preparo. Se fizer suco de frutas mantenha o bagaço, ou coma a fruta inteira. Aposente a centrífuga.
Quando for comprar iogurtes, procure os do tipo coalhada natural e misture você, em casa, com as frutas que preferir. Nada de processados, a conveniência pode deixar você doente!
Para quem faz suas refeições fora de casa, procure seguir a mesma idéia de comer aquilo que for menos processado. Prefira comer arroz e feijão ao invés da torta, coma muita salada e verduras cozidas. Opte por frutas ao natural de sobremesa. Castanhas e nozes liberadas!
Esqueça barrinhas de cereais e cereais matinais processados. Vá de aveia com frutas e coalhada ou quem sabe até uma bela vitamina de abacate com outras frutas. Há um milhão de boas possibilidades. E o melhor, você pode comer a quantidade que precisar para matar sua fome. Vai perceber que este tipo de mudança alimentar o(a) deixa saciado por mais tempo.
E para terminar esta conversa, em três semanas você melhora a intensidade das dores, tem menos crises de inflamação e fica mais disposto(a).
Agora me conte, se perder algum peso nesse tempo você não vai ficar chateado(a), vai?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp chat