Pilates para gestantes

O que é o Pilates?

O pilates é um tipo de atividade física que tem como finalidade o fortalecimento da musculatura e o aumento da flexibilidade do corpo, proporcionando uma postura melhor e um maior controle muscular. O pilates oferece uma conscientização corporal e contribui para que os músculos do corpo sejam alongados, ampliando a mobilidade das articulações.

Os movimentos são feitos de forma suave e harmônico, trabalhando o corpo de dentro para fora, o que ajuda a construir uma postura correta, tornando o corpo mais forte e saudável.

O pilates na gestação

Na gestação ocorrem algumas mudanças no corpo, e uma delas é o aumento do peso, que ocorre conforme a gestação avança e leva o corpo a adaptações, fazendo com que seja alterado o centro de gravidade e a rotação da pelve, além de aumentar a elasticidade dos ligamentos e da curvatura lombar. Essas mudanças são naturais e acompanham todo o período da gestação, provocando uma série de incômodos para a mulher. Devido a essas mudanças que o corpo passa durante a gravidez, permitindo que o bebê se adapte dentro do útero conforme cresce, é comum que as gestantes apresentam episódios de dor.

Quando não há um preparo das estruturas corporais para essa sobrecarga, resulta em reações na região lombar, o que pode também ser provocado por tensões musculares. Por conta disso, a prática de pilates contribui para que o corpo se adapte da melhor maneira à nova forma adquirida, além de preparar os músculos para o momento do nascimento do bebê.

O pilates não oferece risco para a gestante ou para o bebê, já que os aparelhos protegem de lesões. Dessa forma, os exercícios podem ser praticados desde o início da gravidez (após liberação médica), ou até mesmo antes de engravidar, de forma a tonificar e fortificar a musculatura.

Benefícios do pilates para gestante

 Os exercícios para gestantes devem ter o foco no fortalecimento das costas e também dos músculos pélvicos, já que é normal que eles fiquem mais enfraquecidos durante a gravidez. Com o fortalecimento dos músculos, a dor nas costas da gestante diminui, permitindo que ela se movimente com maior facilidade, o que aumenta a sua disposição.

Devido à concentração necessária para fazer os exercícios, ajuda a reduzir o estresse, fazendo com que a gestante tenha total consciência do corpo. Isso também ajuda a evitar posturas que não são adequadas evitando assim o desgaste do corpo desnecessariamente.

A prática de pilates traz inúmeros benefícios para a mulher durante toda a gravidez, além de também tornar o parto normal mais fácil.  Entre esses benefícios se encontram os seguintes:

  • Melhora a postura
  • Reduz a sensação de dor e desconforto nas costas
  • Ajuda no suporte do peso da barriga
  • Melhora a circulação sanguínea e alivia a tensão nervosa
  • Combate o inchaço e câimbras
  • Diminui a ansiedade
  • Reduz a incontinência urinária na gestação
  • Melhora o condicionamento físico
  • Reduz o estresse e insônia
  • Diminui risco de diabete gestacional e hipertensão
  • Evita complicações pós-parto

Benefícios pós-parto

O pós-parto tem duração média de 6 a 8 semanas.  Nesse período as modificações ocorridas no corpo da mulher durante a gestação irão retornando, pouco a pouco, ao estado anterior à gravidez.

Pensando nisso, o pilates vai associar seus exercícios à respiração para reativar a musculatura estabilizadora do corpo, que pode se encontrar fraca nessa fase.

Com a prática em curto prazo, essas alterações provocadas pela gestação e parto podem retornar se não ao normal o mais próximo do normal com a realização do método pilates.

Essas alterações são no abdômen com o crescimento da barriga para acomodar o neném, o assoalho pélvico que dilata para o parto, alterações na musculatura do glúteo e no músculo períneo, propiciando a uma musculatura flácida e instável, além da alteração na lombar.

Importância para a mamãe e o bebê

Com o pilates a gestante aprende a respirar melhor, o que é muito indicado para o momento das contrações e também na hora do parto. Como há o fortalecimento da musculatura abdominal, fica mais fácil empurrar o bebê. Além disso, a sua passagem pelo canal da vagina também é facilitado com o relaxamento do assoalho pélvico.

Ao praticar pilates regularmente, não é apenas a mãe que se beneficia dos exercícios, mas também o bebê em seu ventre. Isso porque os exercícios fazem com que seja a aumentada a oxigenação do bebê, diminuindo a quantidade de cortisol concentrado na corrente sanguínea da mãe, deixando assim o bebê mais calmo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp chat